Gostava que te demonstrasses um pouco mais de empenho, nisto. Nisto, neste ponto em que nos encontramos, neste onde chegámos. Até onde fomos, e agora parás-te, e nao creio que isso seje bom. Estacás-te, e agora não existe nem avanços nem recuos.
Diz-me se a culpa foi minha, diz-me se não me dediquei completamente ao nosso 'nós'. Perdoa-me se não o fiz.
Diz-me que estás a fim de tentar tudo novamente? Diz-me. Vamos falar sobre isto, vamos falar de amor, vamos falar de ti, de mim, vamos voltar a falar de nós.
Se for necessário, eu mudo. Eu mudo só para haver um pouco mais de contacto. Quero que te aproximes. Quero que avançes, quero que voltes a avançar, mas desta vez não dês dois passos atrás. Não me voltes a dar novas esperanças, para depois recuares com tudo o que disses-te. Com tudo, em que me fizes-te acreditar.
Eu só quero perceber o que aconteceu. Mas eu mudo. Mudo por ti, por nós, mudo para voltar, mudo para tu voltares, mudo para que não voltes a partir, mudo para que possas ficar. Mas por ti eu mudo. Se for esse o preço a pagar para que voltes, então eu mudo.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixem as vossas opiniões :)