Tudo foi rapido demais, tanto no começo quanto no fim. Demo-nos logo tão bem, que não nos largámos. Íriamos ser para sempre. Planeámos um futuro juntos. Era tudo tão lindo. Desde o modo doce em que falavas, até a maneira com que sorrias. Tudo era perfeito. Perfeito demais para durar, perfeito demais para um dia ser real. 
Falávamos por horas que mais pareciam ser minutos, e quando eu tinha que ir? Tu pedias-me para ficar. E eu aguentava e ficava nem que fosse mais cinco minutos. Adorávamos a companhia um do outro, e éramos completos juntos. Tu vivias em mim e eu vivia em ti. A nossa amizade crescia, e a paixão aumentava. Até que finalmente compartilhámos o mesmo sentimento. Porque no fundo tinhamos ambos o medo de sermos rejeitados. E eu pensei "agora, agora vai ser para sempre". 
Não foi para sempre. Quando tudo acabou senti o chão a fugir-me dos pés. Até que te vi com outra. Parecias tão feliz. Quando se ama, só queremos ver o outro feliz, não é? Mesmo que isso custe a nossa própria felicidade. Tu levas-te a minha, partiste-me o coração. Tu estavas feliz, e eu continuava a amar-te como sempre. Fui um caco durante demasiado tempo. A tua felicidade destroçava cada vez mais a minha. Então decidi desligar de tudo, fingir que não doía. Ser uma pedra.  Não funcionou também. O meu corpo é quente demais, e o meu coração mole demais. Dizias sempre, mesmo que tudo acabasse que ias estar sempre comigo, ou que nunca estaria sozinha. E eu acreditava, iludida. Ainda preciso de ti, e não estás comigo. Onde estás agora? Não era para estares aqui? Prometes coisas demais. Coisas que não podes cumprir. Coisas que não vais cumprir. Não fazes ideia do quanto ainda dói. Dói em saber, que estou a investir num erro, e que me estou a afundar cada vez mais nele. Mas é que não sei o que será de mim sem ti. Preciso talvez de ajuda. Não acredito nisso de: nada melhor do que um novo amor para curar um antigo. Parece-me...tão egoísta. Não gosto de remendos de emergência, mesmo tendo tido algumas relações depois da nossa. Sofri por ti e por eles que vieram depois. Mas tu, ainda hoje estás em mim. Preciso de uma saída. De uma saída de ti em mim. Preciso de te tirar da mente e de te arrancar do coração. Preciso, preciso, preciso...e não consigo. 
Comecei a ver pela primeira vez os teus defeitos. Esses que sempre aí estiveram e que antes eram só qualidades. Tive que superar tudo, sozinha. Eu sofria, chorava, caía e levantava-me. Tudo sozinha, e em frente dos teus olhos. O tempo passou, e as feridas cicatrizaram. Mas vai sempre doer. Sempre que ouvir o teu nome, vou lembrar-me de ti. Lembrar-me do que foste para mim. E prometo lembrar também o lado bom, enquanto durou. 
Não nos falamos mais. Não te procuro mais. Tu também não me procuras e estamos bem assim. Mas sinto falta. Sinto falta da tua voz, do teu sorriso, do teu jeito. Sinto falta de tudo o que te tornava tão meu. Não te amo mais como antes, porém ainda te amo. O amor não acaba. É verdadeiro, então fica. Permanece aqui, dentro do meu peito.

24 comentários:

  1. no início é sempre tudo perfeito, com o passar do tempo é que vamos dando conta das "imperfeições" ..

    ResponderEliminar
  2. Olá criei um novo blog para as minhas fanfics/oneshots gostaria muito que o visses.
    Se gostares segue-me que eu seguirei-te de volta. Se quiseres saber sempre que eu postar um texto no blog vai onde diz newsletter e segue os passos (:
    Obrigada.
    http://avada--kedrava.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. só abrimos os olhos quando já é tarde demais. passamos a vida iludidas

    ResponderEliminar
  4. cada dia nos iludimos cada vez mais. é triste :s

    ResponderEliminar
  5. Obrigada, eu já te sigo (:
    E este teu texto está magnifico.

    ResponderEliminar
  6. Ele definitivamente não deve saber o que quer. Então, nem dois dias para arranjar outra e depois fica a olhar imenso tempo enquanto tu te divertes com um amigo? Eu acho que isso não faz lá muito sentido mas acho que deviam ter uma conversa bem séria.

    ResponderEliminar
  7. Nem mais. E se esse teu amigo te faz bem, foca-te nele. Uma bela amizade, não faz mal a ninguém, pelo contrário (:

    ResponderEliminar
  8. oh , e como é que te sentes com isso ? :o

    ResponderEliminar
  9. Claro que não. E é assim que tens que pensar. Não te importes demasiado, entendes? Deixa as coisas acontecerem..

    ResponderEliminar
  10. não faz mal princesa :o , o teu ultimo comentário dizia que tu e o teu ex voltaram e acabaram .

    ResponderEliminar
  11. porque é que não haverias de estar a agir bem ? estás a tentar seguir em frente , ser feliz sem ele . ele não te pode atirar isso à cara , afinal , a decisão de terminar foi dele . e o facto de não conseguires estar com ele , é mais que normal ! ele desiludiu-te .

    ResponderEliminar
  12. o facto de não te teres apegado a ele é bastante importante . eu por exemplo , sabia que o tiago também fazia isso , e na altura deixei-me cair outra vez nas coisas dele . por isso , tu ao conseguires manter um pouco de distância , foste bastante forte :3 .

    ResponderEliminar
  13. Muito obrigada e ainda bem que gostas-te :)

    ResponderEliminar
  14. Se tiver que acontecer, acontecerá. Não forçes as coisas.

    ResponderEliminar
  15. pode ser que mais tarde ou mais cedo esses motivos apareçam :)

    ResponderEliminar
  16. É natural. Mas, não forças nada. Se vires que as coisas vão avançando, não pares.. deixa que aconteça.

    ResponderEliminar

Deixem as vossas opiniões :)