Sei que é tarde, e que provalvelmente é mais uma carta para juntares ao molho que te mandei. Talvez nem a leias, ou quem sabe, nem a abras. Mas não importa. Ou melhor, importa, mas agora somos estranhos. Tratamo-nos como estranhos. 
 Mas como estás? Não, não me venhas com essas do "estou bem". Não me venhas com as típicas respostas feitas. Chega ao fundo da questão, por uma única vez. Sabes, eu demorei a estar bem. Fui a minha própria psicóloga, enfermeira e porto de abrigo. Tinha medo. Oh não, não falo do escuro. Medo de lutar. Medo de avançar, de seguir em frente. De seguir com a minha vida, sem estar na tua. E a tua nova namorada, como é? Também tem olhos negros? Tu dizias que adoravas os meus olhos negros. Diz-me, sentes a minha falta? Não, é claro que não sentes. Tu não deitas a cabeça na almofada, e pedes a Deus que encontre alguém que me faça feliz. Não és esse tipo de pessoa. Ela também te chama de "meu pequeno", como eu fazia? 
Diz-me, o que é que nos aconteceu? Desistimos de "nós" de uma forma tão fácil. E agora, somos simples estranhos. Eu queria que voltasses para casa. Para a nossa casa. Esta que construímos na base de todo o amor que tínhamos. Não queria que a nossa história acabasse. Mas bem sei, nada é como queremos. Será que foi o melhor desfecho? Dói, e imagino o quanto doeu, mas creio que não. Mas melhor assim? Melhor para nós, que tanto falávamos no para sempre? Eu que dizia que era para eterno, e tu que me respondias que era um relógio sem ponteiros. E agora o nosso para sempre, fica-se por aí contigo: tão perto, e ao mesmo tempo tão longe. Sabes o pior disto tudo? É que levas-te o melhor de mim, levas-te os nossos melhores momentos, e esqueceste de levar as lembranças. Mas eu sei o quanto lutámos, ou pelo menos o quanto eu lutei, o quanto me esforcei e o quanto batalhei para que desse certo. E sei também, o quanto errei. Reconheço que não fui perfeita, mas dei tudo de mim. Por ti, enfrentei coisas a sorrir que antes não suportaria nem a chorar. Por ti engoli os maiores sapos, e desatei nós cegos. Dei o meu máximo, ou talvez, até mais que isso, porque sabia que era contigo, era, é e será sempre contigo. Mesmo não querendo. 
Tanta coisa mudou, e eu já mal sei de mim, quanto mais de "nós". Eu tentei acertar o meu passo com o teu, mas falhei. Falho sempre. Muito gostas tu de correr. Mas diz-me, como está o coração? Oh não, não me venhas com a ironia do "vai batendo" ou "vai bombeando sangue", sabes que comigo não cola. Sabes a que me refiro. Sabes, já não te quero ver magoado, era só a minha raiva a falar um bocadinho mais alto. Quero que estejas bem, apaixonado e feliz. 
E como estás no trabalho? Sei que foste embora. Mudas-te o teu rumo, e sinceramente no dia em que mo contas-te, foi como uma nova facada direita ao coração. Tu limitaste-te a fugir. Seguis-te nessa típica corrida de toca e foge. Sei que foi por mim. Sei que largas-te tudo, porque mesmo contra essa tua vontade, eu toquei-te no coração, como jamais alguém to tinha feito. Tens uma capa tão dura, e um coração tão mole. Chamei-te de monstro por seres tão frio, e olha no que me tornei: numa réplica tua. Vê o que a tua partida me está a fazer. Não penses que estou a pedir-te que voltes. O gelo derrete. Mas o coração há-de continuar frio. Bem, mas e esse trabalho, afinal como é? À experiência, ainda? Bolas, tu sabias o quanto eu gostava das horas em que me contavas dessas tuas "novas experiências". 
Talvez esteja a ser demasiado rápida, e sei que provavelmente, estás agora com um aperto no peito. São saudades, meu pequeno. Eu também as sinto, e tantas vezes. Era mesmo para acabar? Parecíamos perfeitos um para o outro, e sabes, ainda acho que foste feito para mim, e que a tua mão encaixa perfeitamente na minha. 
Oh, acreditas que está agora a passar a "nossa música"? É, sempre que a ouço, acabo a chorar. Não me perguntes o motivo, que eu também não sei. Talvez saudades. Lembras-te da primeira vez em que te fiz sorrir? Disseste-me que esse sorriso só existeria se permanecesses ao meu lado. E deixas-te isso tão claro. Então, porquê que foste?
Sei que já te cansas-te, e que estás a ler isto, com a minha voz de quando estou a reclamar, mas não foi só um adeus, não consegues perceber? Quando foste, levas-te contigo a minha vida. Levas-te o meu coração e os meus segredos. E eu sei que nunca faço nada certo, mas diz-me por favor, que tu também não me esqueces-te, e que também sentes a minha falta. Diz também que ainda me amas.

44 comentários:

  1. está lindo :$
    adoro o teu blog :)

    ResponderEliminar
  2. tenho novo post e gostava mesmo que me desses a tua opinião em "gosto" ou "não gosto", por favor:
    diário do meu coração

    ResponderEliminar
  3. Tão perfeito *.* Tem muita força!

    ResponderEliminar
  4. Acho que devemos sempre apegar-nos a alguém. Faz bem. Em relação a seguir em frente...eu passei por isto que escrevi. E custa muito seguir em frente. Mas é sempre o melhor.

    ResponderEliminar
  5. Eu percebo-te querida, mas um dia vais conseguir tê-la :)

    ResponderEliminar
  6. Pois é, tens razão. Mas quanto mais tempo ficamos no chão, mais perdemos pedaços de nós, mais ficamos quebrados, porque a dor apodera-se de nós.

    ResponderEliminar
  7. Irás um dia conseguir dar a volta :)

    ResponderEliminar
  8. Mas enquanto escreves exteriorizas tudo cá para fora e isso faz bem princesa :)

    ResponderEliminar
  9. oh amor, está lindo lindo. força nisso <3

    ResponderEliminar
  10. é melhor do que guardar as coisas para ti :)

    ResponderEliminar
  11. mas eles podem estar errados :s aliás , quantas vezes nós pensamos isso de um velho amor ? é que é o que sempre toda a gente pensa . mas isso foi há quanto tempo ?

    ResponderEliminar
  12. quando esse tipo de coisas acontece , ele costuma estar de volta dela , ou dá-te atenção a ti ?

    ResponderEliminar
  13. ai, compreendo isso tão bem. enerva tanto e faz nos prender ainda mais

    ResponderEliminar
  14. mas no geral , achas que ele lhe dá muita atenção ?

    ResponderEliminar
  15. o texto ta lindo
    força amor

    p.s. posso pedir-te um favorzinho?
    http://concurso-amador.blogspot.pt/
    Podes votar no meu blog por favor?
    é uma boa oportunidade para mim e precisava que votasses em mim...
    Eu inscrevi-me no melhor design e melhores textos e o meu blog é o Never Give Up
    Vota por favor ! *.*
    Preciso imenso do teu voto


    Divulga se quiseres

    ResponderEliminar
  16. então , vês ? isso é bom . é sinal que ou já esqueceu , ou que está a esquecer . mas se tu te dás bem com ela , deves saber se ela ainda sente alguma coisa com ele , e esse tipo de coisas :s

    ResponderEliminar
  17. Fofinha como estas?
    Li o texto e percebi que isso não está muito bom.

    ResponderEliminar
  18. Adorei o texto
    O tempo cura tudo, é o melhor que te posso dizer, podes continuar fria depois disto, mais fria, mas não passa de uma maneira d te protegeres para evitar que passes pelo mesmo, mas ok, tudo vai correr bem, deixa a vida correr!

    Kiss kiss.*Jo
    http://joandcompanystyle.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  19. Eu entendo-te bem, às vezes somos tão machucados que mais vale ficar só do que nos arriscarmos a passar pelo mesmo, pode até parecer cobarde, mas não é, é apenas uma maneira de nos protegermos, e se algum dia tiver de acontecer novamente estar com alguém a sério assim acontecerá, eu não forço nada, tenho imensos amigos, já não tenho saudades do meu ex, nem devo, já passou algum tempo, mas é sempre melhor estar só do que mal acompanhada não é??

    Kiss kiss.*Jo
    http://joandcompanystyle.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  20. então , se ela nunca gostou dele , ainda mais simples são as coisas . ele mesmo que na altura a tenha amado , não pode ficar preso ao passado . e o que mais ajuda a superar essas coisas , é um interesse novo . vocês têm estado juntos ?

    ResponderEliminar
  21. sabes que tenho razão , mas por outro lado , custa-te a acreditar completamente que ele a tenha esquecido . porque por um lado , é bom de mais , e por outro , tens medo de alimentar esperanças . é isso ?
    ó , mas isso não é bom , pois não ? :o

    ResponderEliminar
  22. Olá! :-) fiz um blog novo ( godsavethepotter.blogspot.com ), segue se quiseres, beijinho :)

    ResponderEliminar
  23. Oh minha querida tu tens de estar bem. E não escrevas o passado para o viveres igual no presente. Esquece o passado de vez e vive um presente diferente.

    ResponderEliminar
  24. obrigada fofinha! adoro o fundo do teu blog :D

    ResponderEliminar
  25. obrigada linda :D esses na foto, quem sao? :$

    ResponderEliminar
  26. sim, mas nao acompanho muito o trabalho dele e tu? :D

    ResponderEliminar
  27. Olá , se precisares de algum tipo de conselhos, ou simplesmente de desabafar com alguém vem a este tumblr : http://sadnessandsecrets.tumblr.com/
    Criei com o intuido de ajudar apenas, e dar conselhos , podes vir em anónimo.
    Se gostares, partilha ^^

    ResponderEliminar

Deixem as vossas opiniões :)