Não tenho escrito. Sempre fui da opinião que escrever era como levar os dedos à garganta: era a melhor forma de  tirar nós e de dar asas ás mágoas. Era deixar que as lágrimas que não derramava se me fugissem por entre os dedos como que grãos de areia perdidos e esquecidos numa praia qualquer. Era a forma com que desabava, onde me expunha como que a montra que sempre abdominei. Escrever sempre será o meu escape secreto da realidade. Mas e quando a realidade é demasiado boa? Quando não tiver lágrimas a derramar nem mágoas a largar ao vento? E quando o sentimento é demasiado bom para deixar fugir? Não quero deixar de escrever. Não posso. É talvez por isso que tenho andado tão ausente da escrita: sentimentos demasiado bons levam-me para um mundo totalmente diferente.
Mas o bom sempre acaba não é? Tal como a vida - que apesar de todos os caminhos desconhecidos e vielas escuras, que mesmo com todos os atalhos e becos sem saída e com todas as rotundas sem sentido levando-nos a um labirinto complexo - há-de sem dúvida merecer de ser vivida. E quando a vida acaba? O que resta? O que resta para os que ficam e nos amam? O que resta para além de memórias e lembranças?
Acabou. Acaba todos os dias para muita gente sem que nos lembremos disso. Mas quando acaba para um dos nossos que tanto amamos? Não é justo. De maneira nenhuma, nem para ninguém. E quando não há avisos? Um simples foi-se. E é mesmo uma foice que parece que cava em nós. Mais fundo, mais doloroso, mais sombrio. Nada adianta: lágrimas não trazem de volta, palavras não precisam de ser mais ditas e saudades não são suficientes para ressuscitar ninguém, dizem eles. Mas eu preciso de falar, ou de pelo menos de escrever. Porque afinal de contas, escrever sempre me trouxe a sensação de paz. Por isso escrevo-lhes a eles que no final das suas histórias, continuam a fazer parte da minha, que mesmo tendo-me deixado continuam presentes em mim, como se nunca tivessem partido.
Falando agora desses sentimentos que não quero largar: o motivo é ele, o melhor do mundo. Talvez seja por isso que não tenho escrito: tinha por hábito escrever à saudade. De escrever cartas nunca lidas pelo destinatário. Escrevia para relembrar um amor não correspondido. Quase louco, por vezes infantil, no entanto, amor. Hoje não. E talvez seja falta de prática para falar no presente. Talvez não saiba fazer outra coisa senão escrever à saudade.
A verdade é que agora eu combino com alguém mesmo sendo nós como duas metades completamente opostas: gosto de pensar como se fosse a sorte grande e a terminação. Ele acaba por me completar como a peça do meu próprio puzzle: perfeito para mim, feito para mim. Além disso, faz-me sentir segura, e era só disso que precisava: sesta sensação de segurança, de conforto e de pertença a alguém. Eu precisava de alguém, um alguém que fosse para ficar. Um que suportasse os labirintos do meu coração. E o estranho é que ele ultrapassa todas as barreiras que impunha sem eu mesma saber. Ultrapassa obstáculos e limites que eu não fazia ideia existirem em mim.
E a verdade é que me apaixono todos os dias mais um bocadinho por ele.

55 comentários:

  1. Qualquer coisinha? Escreves maravilhosamente bem, está tão lindo.

    ResponderEliminar
  2. obrigada! também podes deixar as perguntas que quiseres :)

    ResponderEliminar
  3. tenho um desafio para ti no fundo da minha página :)

    ResponderEliminar
  4. mesmo :)
    também ando afastada disto princesa :/

    ResponderEliminar
  5. Tem calma e esclarece tudo com ele. Honestamente, a data não importa.. Eu acho que isso não interessa mesmo!

    ResponderEliminar
  6. Claro, era importante para ti, pelo menos uma vez. Eu entendo mas pode ser que ele se lembre..

    ResponderEliminar
  7. Talvez se lembre querida, tem paciência com ele. Muito obrigada :)

    ResponderEliminar
  8. A princesa a escrever textos lindos desde sempre. Hey amor, voltei ahaha <3

    ResponderEliminar
  9. tenho um selo para ti no meu blog :) http://xsentimentosdescritos.blogspot.pt/2013/03/selo-liebster-award-mariana-omeou-me.html#comment-form

    ResponderEliminar
  10. Sempre lindaaaaa. Gosto imenso de ti meu bem <3

    ResponderEliminar
  11. o que seria um namoro sem pancada? :b
    felicidades princesa. bem mereces *-*

    ResponderEliminar
  12. ihihihihhi gosto tanto de saber isso :$$$

    ResponderEliminar
  13. Por seres sempre uma querida tinha de te informar
    Novo link do blog Never give Up: http://welcometongu.blogspot.pt/
    Se quiseres receber as actualizações no feed tens de clicar em seguir outra vez*

    ResponderEliminar
  14. eu também acho isso um pouco estranho, só agir assim na frente dela mas tens que ter paciência e falar com ele.
    acabar com todas essas duvidas de uma vez.

    ResponderEliminar
  15. Tem calma, sim? Não te deixes ir abaixo por causa de um Rapaz, por mais que gostes dele. Tens que manter-te firme e mostrar-lhe que juntos podem superar.

    ResponderEliminar
  16. Claro que é, todos os casais têm dias menos bons e ás vezes até vários momentos por dia, e é isso que torna a relação saudável. O facto de virarem costas por momentos e sentirem saudades logo a seguir, voltarem como pássaros para os braços um do outro. Don't give up, right? O amor vale a pena (:

    ResponderEliminar
  17. Fico muito contente por saber isso. Aproveitem (:

    ResponderEliminar
  18. Gostei s: Força querida * Se precisares de alguma coisa estou aqui! Segui, se quiseres segue de volta :$

    ResponderEliminar
  19. Eu já reparei querida. Ando bem e tu?

    ResponderEliminar
  20. Como estão as coisas entre vocês?

    ResponderEliminar
  21. tola porque? :O
    Adorei os teus textos totalmente inspiradores ^^
    segui
    http://something-over.blogspot.pt/
    beijinhos <3

    ResponderEliminar
  22. E mesmo que algumas vezes faça doer, se apaixonar é divino!

    ResponderEliminar
  23. Adorei o teu blog!
    Já estou a segir c:
    Beijinhos Ludmilla
    http://all-of-my-lifee.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  24. não tenho vindo ao blog :s como estás ? :o

    ResponderEliminar
  25. gostei do blog, escreves muito bem :) segui*
    e estou aqui caso queiras seguir de volta e deixar o teu comentário dendays2.blogspot.pt obrigada!

    ResponderEliminar
  26. ui , se tu não tens escrito nada , então o meu blog deve já estar fora de funcionamento :o , quase só escrevo textos de meio em meio ano :c . estou ótima :$

    ResponderEliminar
  27. ui , linda :o . não sei , mas antes escrevia bem melhor , talvez seja por não escrever nada há tanto tempo :s . comecei a namorar do dia 5 para 6 :3

    ResponderEliminar
  28. Escrever é quando a escrita bem até nos, sempre iras escrever, não temas isso, apenas as vezes é necessario um espaço!*

    um beijinho,
    esperando opinião,
    pensando com arte.

    ResponderEliminar
  29. Olá, como vocês sabem deixei o meu blog já á algum tempo.
    Mas decidi criar outro porque sinceramente não consigo viver sem escrever. A única diferencia é que não está em anonimato.
    Espero que gostem, se seguirem digam me para eu poder ver os vossos :)
    Beijinhos,

    http://lovelydreamms.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  30. Olá!!!, Deus te abençoe e tenha uma semana vitoriosa, amiga amei o seu texto,o seu blog é maravilhoso continue assim, S-U-C-E-S-S-O
    Já estou te seguindo, aguardo a retribuição.
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  31. então nesse caso , ainda uns parabéns maiores para ti :3
    eu ainda só fiz 2 meses :o
    pois , parece que quando estamos bem e felizes é mais complicado escrever :o

    ResponderEliminar
  32. Nice*
    Podíamo-nos seguir uma à outra!?
    Diz-me se me seguires e seguirei de volta (:
    Beijinhos,
    pequenaflordemaracuja.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  33. Adorei o texto, esta mesmo bonito e escrever e exatamente isso.
    Sigo*

    ResponderEliminar

Deixem as vossas opiniões :)